16 04 2016

um pára dispara constante:

 

“Dancin’ Kid: I like you, Guitar Man. How’d you like to work for me?

Johnny: I wouldn’t.

Dancin’ Kid: Now all of a sudden I don’t like you.

Johnny: Now that makes me real sad.”

 

 

“Dancin’ Kid: I didn’t get your name stranger.

Johnny: Guitar. Johnny Guitar.

Dancin’ Kid: You call that a name?

Johnny: Care to try and change it?”

 

 

 

“Dancin’ Kid: How’d Turkey take it? Hard?

Johnny: You ever know anyone to take a hangin’ easy?”

 

 

Dancin’ Kid: Bart, you don’t drink, you don’t smoke, you’re mean to horses. What do you like?

Bart: Me! I like me! And I’m takin’ good care of me!”

 

e dos propósitos que se procuram, em vão: é por amor, é por dinheiro, é por mim, é por ti, mas a acção desenrola-se e ficas definido numa pessoa, personalidade, escolha e atitude.

ainda que fiques torto ou direito com o passar do tempo, dos eventos e do ruminar de pensamentos e sentimentos, e assim pareça que contrarias esta regra, a verdade é que ficaste cristalizado para alguém, ou para algum tempo deste mundo, numa escolha, atitude, ódio, inveja, sentido de sobrevivência.

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: