2 11 2012

sei que o mundo não nos sente a falta: nem as árvores que nos ficaram a aguardar, ou as ruas ao amanhecer a quem dissemos – nós voltamos, até logo, depois falamos! .

a minha esperança ia alta
mas pegou me na cara, com as duas mãos e olhou me nos olhos (eu não a olhei): as coisas terminam, sem portas e botas a bater.

basta não voltar.

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: