10 07 2011

esta celeuma das agências de rating (só agora? a sério?) faz lembrar um episódio que vivi no primeiro ano de Faculdade. Nesse ano, eu julguei que a avaliação contínua valia a pena. Que analisar casos práticos além daqueles que eram pedidos e participar, poderiam garantir-me mais do que a média de dois testes, essencialmente correspondentes aos dois exames normais, mas realizados em data diferente.

Tudo o que tive foi uma média aritmética dos ditos.

Coisas como “recuperações de credibilidade” e servilismos afoitos, podem bem ser a demonstração de carácter quando o mesmo é posto à prova em situações limite.

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: